Seu Restaurante Está Preparado Para Delivery?

O novo coronavírus (COVID-19) tornou-se realidade. Em todos os continentes, as pessoas estão apoiando o isolamento social para impedir a propagação de pandemias e manter a saúde e a segurança.

Portanto, é interessante que vários segmentos de mercado do mercado também tenham se adaptado a essa realidade, assim como bares, lanchonetes e outros locais do ramo gourmet. Se você for forçado a tomar essas medidas, não se preocupe. Para superar as dificuldades, a solução adotada por comerciantes de todos os tamanhos é a chamada entrega de hotéis.

O sistema possui criatividade moderna e pode substituir as mesas vazias por novos pedidos. No entanto, implementar essa idéia apenas nos seus negócios não é suficiente para obter bons resultados, você deve ter um plano bem projetado e levar em consideração os pontos relevantes e, é claro, deixar a criatividade falar alto para que sua marca esteja em concorrência.

Estamos aqui apenas para ajudá-lo a alcançar o melhor. Por esse motivo, decidimos criar este post completo, que contém todas as informações necessárias sobre o atendimento ao restaurante e quais caminhos devem ser seguidos para aumentar o tráfego. Você está interessado? Então leia e anote nossas dicas valiosas!

Como a crise do coronavírus impactou os segmentos:

Na China, o primeiro novo coronavírus, uma doença infecciosa viral, foi encontrado em dezembro de 2019. Suas complicações incluem doenças respiratórias, muito semelhantes à gripe. Tosse, febre, coriza e, em casos mais graves, o indivíduo ainda corre o risco de morrer. 

O problema logo se espalhou e começou a se espalhar para outros países. Itália, Espanha, França e Estados Unidos têm a maior concentração de casos. Infelizmente, o Brasil não ficou para trás. Desde fevereiro, várias pessoas foram afetadas por essa complicação  e o número ainda está aumentando.

Diante dessa situação, os governos estaduais e prefeituras de diferentes cidades do Brasil decidiram usar métodos exclusivos para impedir a propagação dessa doença. Por exemplo, podemos nos concentrar em cuidados adicionais em higiene, especialmente cuidados com as mãos e isolamento social. Como o nome indica, esse último método envolve deixar uma grande parte da população em suas casas, sair somente para ir aos mercados, farmácias ou em emergências. Em outras palavras, exceto supermercados ou farmácias, quaisquer outras instalações devem ser fechadas. É complicado, não é?

Os proprietários de restaurantes, bares e lanchonetes sentiram a mudança fortemente. Esses empresários tiveram que demitir funcionários sem aviso prévio para enfrentar novas realidades. Obviamente, devido a todas essas conversões, esses locais sofreram alguns efeitos desagradáveis. Abaixo, apresentamos alguns conteúdos principais para você.

Consequentemente com isso houve uma queda gigantesca no faturamento de vários estabelecimentos, redução da equipe porque a maioria dos segmentos foi obrigado a ficar em casa por conta do isolamento.

É ai como tudo na vida, algumas atividades precisaram ser reenventar e ser adptar a nova situação.

Em toda crise, as regras são claras: para não ser engolido por problemas, é necessário se reinventar. É exatamente isso que muitas empresas estão fazendo. 

Agora, restaurantes de todos os tamanhos e tamanhos estão se adaptando às funções de toda a carga de trabalho de redução de equipe, implementando a rotação da equipe e outras soluções. Outras conversões também foram desenvolvidas para continuar a atender os clientes de maneiras diferentes. 

O método de entrega e o famoso delivery (pedido feito na palma da mão) são os mais destacados. Sem mencionar seu canal de comunicação, desta vez é 100% digital, otimizado e pronto para receber clientes.

Como implantar o serviço delivery?

O modo de entrega dos restaurantes tornou-se parte do nosso dia a dia. Todos os dias, seja no almoço ou no jantar, muitas pessoas estão acostumadas a fazer pedidos em seus locais favoritos de comida, para garantir que comida deliciosa possa ser entregue rapidamente à sua porta. 

Com o surgimento de novos coronavírus, o sistema só foi fortalecido. Nas últimas semanas, bares, lanchonetes e outras empresas decidiram fechar as portas, mas, para que a cozinha continue atendendo os consumidores, eles devem manter a cozinha funcionando, o que obviamente evita que o orçamento seja liberado no final do mês.

Conte com uma boa equipe de entrega.

Depois de alinhar o processo corretamente, comece a analisar toda a equipe com cuidado. Para evitar atrasos ou até falhas na entrega correta aos clientes, é interessante considerar a função de todos de chef a entregador. 

Recomenda-se selecionar um funcionário como operador. Em suma, o responsável por receber pedidos, atender chamadas, monitorar o sistema e responsável por toda a logística de entrega. É essencial que seus dados pessoais sejam muito comprometidos, organizados e que os detalhes não sejam esquecidos.

Vale a pena investir em uma boa equipe de entrega, eles que garantiram o sucesso das suas entrega no tempo certo.

Para que seus utensílios de mesa cheguem intactos à casa do cliente, é importante investir em embalagens adequadas. São materiais separados que podem manter a temperatura dos alimentos sem comprometer sua integridade.

Tanto a bolsa quanto a própria embalagem devem mostrar uma estética agradável, com o logotipo da marca e a cor sempre que possível. 

Isso tornará o contato público com sua empresa diferente. Há mais: ao lado dos pratos, guardanapos e talheres são fornecidos. Se for uma salada ou lanche, conte com a saqueta de condimentos, para que os consumidores possam temperar o produto de acordo com seu gosto. Tais ações mostram que, além de prestar atenção à satisfação do público, sua empresa está totalmente preparada para esse modelo de entrega.

Higiene deve ser prioridade durante todo o processo.

Antes da chegada do coronavírus, é importante manter a higiene durante todo o processo de entrega. Agora, esse cuidado deve ser triplicado. Uma das medidas mais recomendadas pela OMS é que toda a população limpe adequadamente a embalagem dos produtos consumidos e evite o máximo possível o contato com as pessoas infectadas. Não há dúvida de que sua instituição também deve seguir essas diretrizes.

É essencial que os funcionários, independentemente de seu nicho, usem luvas e máscaras. Tente embalar os alimentos adequadamente em uma superfície limpa, evite resíduos ou produtos químicos. 

Durante o processo de preparação, ainda é interessante fornecer uma garrafa de gel de álcool, para que todos os envolvidos no transporte possam se proteger e limpar as mãos com certa frequência

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.